jusbrasil.com.br
16 de Outubro de 2019

Ode aos professores

Noções sobre o Direito e o Estado, Professor de Direito do Ensino Superior
ano passado

Bem antes de Gutenberg inventar a impressão, e com ela a reprodução de textos para transmissão de conhecimentos e informações, na China milenar acontecia esse processo por meio da escrita. Mas textos escritos ou livros, embora transmitam conhecimentos e saberes, não conseguem completar processos educativos per si, nem mesmo os que tem finalidades educativas, porque resulta necessária a participação dos que dirigem os propósitos de aprender e de transformar.

A Academia e o Liceu como instituições de ensino conseguiram cumprir seus fins, porque Platão e Aristóteles assumiram uma missão de destaque no processo de transmissão de conhecimentos e saberes. Somente com a atuação deles as citadas instituições executaram atividades educativas, ao tempo que formavam e transformavam os seus discípulos em pessoas melhores e mais capacitadas.

A evolução da humanidade aos atuais níveis de sociabilidade foi decisivamente influenciada pelo labor daqueles que realizaram a tarefa de ensinar e propiciar a transformação dos que queriam aprender.

As ciências atuais são continuidade dos conhecimentos e saberes alcançados e seu desenvolvimento contínuo e progressivo, e desde sempre estiveram associadas ao labor daqueles que tiverem como contribuição ao progresso da humanidade ensinar tudo o que havia sido logrado, ao tempo que preparavam novos pesquisadores e cientistas para continuar a inovar e descobrir.

Os professores eternamente foram, como são e sempre serão, artífices do progresso humano, das ciências e de toda a civilidade alcançada. Sem eles as comunidades humanas não avançam ou fazem-o a um ritmo inferior, mais demorado e menos completo.

Os professores merecem e devem receber das sociedades onde desempenham seu labor educativo toda reverência, respeito e sublimação. Aquelas sociedades onde isso não ocorre são menos civilizadas, desenvolvidas e humanas.

A véspera de mais um Dia dos Professoes é o contexto mais propício para todos reconhecerem todas as felicitações que devem aos professores, porque sem sua atuação formativa nenhuma instituição teria merecimentos sociais, científicos e humanos. São eles os que educam, transformam e fazem seus alunos serem o que acabam sendo como profissionais e até mesmo como pessoas. Os livros não cumprem o mesmo papel, ainda que acumulem e transmitam conhecimentos e saberes, assim como não educam sobre os programas e discursos de políticos e líderes. Os professores são os pilares fundamentais das edificações que futuramente constroem os alunos, e por essas e milhares de outras razões, neste dia devem ser todos aclamados.

A única recompensa que os professores aspiram é o futuro promissor dos seus alunos. Vê-los amanhã como grandes profissionais, políticos e lideres. Médicos, Juízes, Engenheiros, Promotores e Artistas. Todos os profissionais e seres humanos sem exceção devem muito aos seus professores do ontem. Exaltem-os. Não fazê-lo seria ir contra a natureza das coisas e infelizmente esquecer que eles educarão e transformarão os nossos filhos, netos e descendentes, e inclusive cada um de nós mesmos no processo constante e permanente de formação e aperfeiçoamento profissional e humano.

Sociedades e instituições de ensino que não valorizam seus professores ao desconhecer ou diminuir sua relevância no processo social de formação e educação remunerando-os mal, limitando sua liberdade de cátedra, omitindo-se em face da necessária evolução profissional e formação continuada estão (e sempre estiveram, assim demonstra a história) condenadas ao ostracismo, à estagnação e finalmente à falência social e institucional. Contrariamente, as melhores sociedades e instituições destacam-se por colocar os seus professores como a grande e maior vantagem competitiva.

Ao olharmos às experiências pátrias e alheias comprovaremos que foram e são menos evoluídas socialmente, cientificamente mais atrasadas, moralmente frágeis e menos democráticas as comunidades políticas onde os professores não tiveram o merecido reconhecimento e suas atividades formativas foram desvalorizadas.

Educar é transformar e preparar para a vida e para o sucesso profissional e humano, e tais funções sociais derivam dos professores.

Ode aos professores nessa nova jornada.

Feliz Dia dos Professores.

Prof. Dr. Angel Rafael Mariño Castellanos. Doutor em Direito e Professor há 35 anos.

odireitoeoestado.blogspot.com

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)